top of page
  • Foto do escritorFabio Ritter

Ações dos goleiros do São José no Gauchão 2010

O texto abaixo do preparador de goleiros Alex Oliveira, do São José-RS, traz uma exclusiva análise de dados da performance de seus goleiros no Campeonato Gaúcho de 2010. Mais uma novidade do Guarda-Metas.com para seus blogoleiros.

*Por Alex Oliveira, preparador São José-RS

Os dados obtidos neste estudo foram coletados através de planilha de anotação no dia e local das partidas observadas. Nesta planilha, constam as ações técnicas analisadas e também as ações ofensivas da equipe adversária. Os jogos aconteceram durante a temporada de 2010, no Campeonato Gaúcho série A organizado pela Federação Gaúcha de Futebol (FGF), entre os meses de janeiro até abril.

Os gráficos mostram os números médios da participação dos goleiros do São José nas Copas Fernando Carvalho e Fábio Koff, vencidas por Grêmio FBPA e por SC Internacional respectivamente.

Participaram dos jogos o goleiro Rafael Dal Ri (33 anos), em treze jogos, e Tiago Volpi (19 anos), em três partidas. No total, foram oito jogos na taça F. Carvalho e sete na taça F. Koff. Para este estudo exclui as fases finais, trazendo somente os dados dos jogos classificatórios.

Na taça F. Carvalho foram executadas, em média, 28,1 ações pelo goleiro. Já na taça F. Koff, 31,3 ações foram realizadas . O gráfico abaixo mostra a média de ações ofensivas do goleiro (reposições com a mão e com os pés), as ações defensivas, também sub-dividida em defesas de bolas no gol e intervenções fora dele(saídas de gol), bem como a média de gols sofridos.



Podemos verificar que o goleiro executou quase o mesmo número de ações nas duas taças. E quando analisamos as defesas fora e dentro do gol, verificamos que o goleiro executa um número maior de saída de gol, comparado às defesas de bolas chutadas no gol.

Após apresentar as ações defensivas do goleiro, analisaremos as ações executadas pelas equipes adversárias.


Este quesito apresenta equilíbrio de ações nas duas fases do campeonato, nos mostrando a eficiência do ataque adversário. Ao compararmos os dois gráficos, o número de bolas chutadas ao gol é maior que o número de defesas.



O ultimo gráfico visa mostrar o local de onde o adversário mais finalizou no gol. Assim podemos verificar que os chutes de frente e de dentro dá área são os que ocorrem com maior freqüência. Espero que esses dados sirvam para uma possível reflexão sobre o que o goleiro executa durante uma partida de futebol, qualificando e melhorando o processo de treinamento dos goleiros em geral, pois são dados coletados diretamente de partidas oficiais.

Este foi um exemplo do campeonato gaúcho, possivelmente em outros campeonatos achemos dados diferentes, pois o goleiro dependendo da sua equipe participa mais ou menos da partida.

0 visualização0 comentário

Kommentare


bottom of page