• Fabio Ritter

A volta de um ídolo


Foram exatos 129 dias que a torcida do São Paulo ficou sem ver seu maior ídolo. Campeão dos campeões entre os goleiros brasileiros, Rogério Ceni voltou com tudo, ontem na partida diante do Fluminense pelo Brasileirão.

A volta do goleiro coincide com mais uma arrancada são-paulina rumo ao título nacional, o que seria o quarto na sequência. A vitória diante do tricolor carioca faz o time de Ceni encostar de vez na liderança.

Apesar da idade, Ceni ainda tem muito a dar ao São Paulo, já que além de ídolo é o grande líder da equipe. Tal função, inclusive, muitas vezes se sobrepõe sobre a sua parte técnica. Mesmo eu, aqui no GM, muitas vezes já questionei sua condição técnica como goleiro. No entanto, o que representa como atleta e são-paulino não tem discussão.

Ganha também o futebol brasileiro com a presença de mais um grande goleiro em seu certame. Começa também a corrida, ainda que tardia, de Ceni para buscar a liderança no IGM. Começou bem, com mais uma partida invicta na carreira.

0 visualização0 comentário