• Fabio Ritter

Assistência de goleiro

É meus caros, os tempos mudaram. Aquele goleiro estático em baixo das duas traves é de fato coisa do passado. Hoje, além de nos arriscarmos ao ataque em cobranças de falta e pênalti, como faz com maestria Rogério Ceni, os goleiros também dão assistências aos seus companheiros.

A partida entre Fluminense e Santos, do último sábado válido pelo Brasileirão Petrobras 2011, mostrou bem como isso pode acontecer. O goleiro Rafael Cabral repôs a bola em jogo com um voleio, a famosa quebrada. Fez a ligação direto ao ataque e com um passe magistral deixou a bola nos pés de Neymar. Aí foi só o atacante fazer das suas e mandar a bola para as redes de Cavalieri.


Repare no vídeo como Rafael coloca a bola de forma rasante, atingindo velocidade e distância ao mesmo tempo. Dessa forma, com o corpo bem inclinado, o goleiro consegue alcançar seu companheiro com extrema precisão.

Por isso que sempre ressalto a importância dos treinamentos de reposição. Hoje em dia, são armas poderosíssimas dos goleiros e um dos diferenciais para aqueles que sabem usar essa técnica.

0 visualização0 comentário
logo_bola.png