top of page
  • Foto do escritorFabio Ritter

Faltou atenção de todos

O polêmico gol de Jô, do Atlético Mineiro, na partida desta quarta-feira diante do São Paulo, pela Copa Bridgestone Libertadores, mostrou mais uma das facetas necessárias em um goleiro. A malandragem do experiente Ronaldinho deixou evidente a falta de atenção de todos o sistema defensivo do tricolor, inclusive de seu goleiro Rogério Ceni.


Rogério, como de costume, foi educado ao oferecer água para o colega de profissão. Nada errado quanto a este ato. No entanto, o que sucedeu a essa ação mostrou que mesmo aos 40 anos temos algo a corrigir dentro de campo. Ceni talvez tenha sido ingênuo ao não perceber que Ronaldinho se colocaria livre para receber uma lateral. Mas pior que isso foi o goleiro não ter informado aos seus companheiros do deslocamento de R10.

Logo que o atacante do Galo termina de beber água ele vai lentamente caminhando, enquanto Ceni guarda seus pertences ao dentro do gol. Esses segundos foram fatais e resultaram na jogada que terminou em gol.

Ou seja, meus caros, olhos vidrados e atentos SEMPRE dentro do campo. Havia um treinador meu que dizia: nunca devemos ficar de costas para as bolas. Em todas as situações. Ou seja, volte sempre de costas para o gol, mirando a bola e a movimentação dos adversários. Tente antever os movimentos e, o principal, grite com sua zaga. Oriente. Mostre quem manda ali naquela área. Dessa forma, não só jogadas de perigo podem ser evitadas, como também os gols.

Orientar e estar atento a todos os detalhes é característica fundamental de um bom goleiro. Não economize a voz e os olhos atentos!

0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page