• Fabio Ritter

Fecha as pernas coração

No terceiro gol da Espanha, na melancólica despedida da Copa diante da Austrália, o goleiro Ryan esqueceu de um detalhe básico na técnica do 1 vs. 1. O goleiro dos Socceroos não fechou as pernas, deixando um buraco entre elas, justamente por onde entrou a bola chutada pelo meia espanhol Mata (veja o gol aqui).


Neste tipo de jogada, o goleiro tem duas opções de ação. A primeira é aguardar agachado o chute, com as pernas flexionadas a uma distância que não passe a bola, como mostra a foto abaixo.


A segunda opção, muito bem executada por goleiros alemães é o movimento da Cruz. Aqui o goleiro, quando sente que o oponente vai chutar, abre as pernas para o lado com flexões inversas. Enquanto uma fica reta estendida, a outra fica flexionada em um ângulo perto de 90º. Os braços também fica abertos para o lado, para aumentar a área de ação. A foto abaixo explica melhor.



Ryan usou um movimento misto entre os dois acima e acabou se dando mal. Caso fosse optar pela cruz, teria de fazer uma abertura de pernas mais próxima, para não deixar um vão entre as pernas.

0 visualização0 comentário