• Fabio Ritter

O adeus de um ícone

O Brasil amanheceu de luto hoje, pois um dos maiores goleiros de todos os tempos nos deixou. Gylmar dos Santos Neves, arqueiro da seleção brasileira nos títulos mundiais de 1958 e 1962 faleceu ontem no final da tarde. Aos 83 anos, o goleiro lutava contra as sequelas de um AVC sofrido há 13 anos. Desde 8 de agosto ele estava internado com infecção urinária e infarto agudo no miocárdio. Ontem, dia 25 de agosto de 2013, não resistiu e partiu.

Em clubes, Gilmar se destacou no Corinthians e no Santos de Pelé. No time do litoral paulista, foi Bi-Campeão Mundial, algo só alcançado por outro goleiro, Zetti, em 1992-93. Na seleção, conseguiu superar o injusto trauma de Barbosa em 1950 e trouxe o Bi-Mundial ao nosso país.

Abaixo trechos de um documentário da ESPN realizado há três anos atrás, quando completou 80 anos.

Vá em paz Gylmar! Um ícone para nós, goleiros brasileiros.


0 visualização0 comentário