• Fabio Ritter

O mundo dá voltas

E no futebol mais ainda. Veja esse vídeo abaixo antes de ler o resto:

Era a semi-final da Copa do Brasil de 2007. O Botafogo estava se classificando para a final, quando quase no apagar das luzes o então goleiro alvi-negro Júlio César aceitou um chute de Cleiton Xavier, do Figueirense, de fora da área. Era o fim do sonho botafoguense e poderia ser o fim da carreira do goleiro. Naquela época, havia comentado em um post que o goleiro poderia ser chamado pras Olimíadas por Dunga, já que aparentava um futuro promissor. Depois do frango contra o Figueira e das constantes falhas no Brasileiro Júlio César acabou perdendo espaço no time culminando com sua saída no final da temporada.

Para alguns isso seria o fim do caminho. Talvez uma carreira sem brilho em clubes de menor expressão no Rio. No entanto, o goleiro foi para o futebol português jogar na maior nação estrangeira com futebolistas brasileiros. Chegou no inicio de 2008 no Belenenses e após fazer mais de 40 partidas foi transferido em julho desse ano para o Benfica.

Fiz essa introdução toda, pois não sabia dessa fato, até chegar ontem ao Goodison Park, estádio do Everton, aqui em Liverpool, para assitir a partida entre o time da casa diante do Benfica, pela Liga Europa (antiga Copa da Uefa). Ao ver a escalação me lembrei do ex-goleiro botafoguense e realmente me surpreendi pela sua superação e por onde conseguiu chegar.


Na partida, um estupendo 2 a 0 para seu time, com o goleiro jogando bem, seguro e fazendo uma grande defesa no final da partida. Hoje com 23 anos, mais maduro está correspondendo àquela expectativa de 2 anos atrás. Mostrou que nosso caminho possui diversos obstáculos, mas que eles são colocados na nossa frente para que possamos chegar ao melhor objetivo reservado para a gente. Com isso, não desista. Lute!

0 visualização0 comentário