• Fabio Ritter

Olha os pés de novo aí!

Apesar de ser um dos temas mais tocados nos treinamentos modernos, o jogo com os pés ainda não está 100% desenvolvido na posição de goleiro. Neste final de semana, tivemos mais um exemplo de que os goleiros brasileiros ainda não dominam por completo este fundamento.

No clássico entre Benfica e Porto, válido pelo Campeonato Português, o goleiro Arthur se complicou com a bola nos pés e acabou cedendo, de presente, o segundo gol do time azul. Veja no vídeo abaixo:


Um domínio desajeitado ocasionou todo o resto da lambança. Por isso, falo aqui mais uma vez a importância de se treinar diariamente este fundamento. Exercícios no final da sessão de treinamento, quando o goleiro já está mais cansado são indicados. Da mesma forma, trabalhos de aquecimento também são importantes para o goleiro se acostumar com a bola nos pés.

O futebol europeu, através de Van der Sar, Pepe Reina, Victor Valdes, nos mostrou a importância que é para um time um goleiro que saiba sair jogando e construir bem uma jogada. Não podemos ficar apenas com Rogério Ceni como seguidor desta escola. Precisamos ter bons e excelentes goleiros debaixo dos postes, mas também craques com as bolas nos pés.

0 visualização0 comentário