• Fabio Ritter

Que técnica


O jogo entre São Paulo e Audax Italiano, nesta quarta-feira, pela Libertadores foi uma boa oportunidade de se aprender o que não fazer no gol. O goleiro chileno Mario Eduardo Villasanti foi um festival de rebotes, principalmente em arremates de Jórge Wágner. É bem verdade que os chutes do meia saem extremamente venenosos, mas daí a golpear como que uma manchete de vôlei já é demais.

O vídeo acima com os melhores momentos do jogo exibe diversas situações no qual o goleiro opta por espalmar a bola. Em algumas, até concordo que o mais correto seria espalmar, mas, principalmente naquele chute que veio no meio, a encaixada firme seria a melhor opção. Faltou nitidamente técnica ao companheiro.

0 visualização0 comentário