top of page
  • Foto do escritorFabio Ritter

Raio X de pênaltis – 16

As quartas de final do Mundial de Clubes da FIFA foi mais uma oportunidade para estudarmos os batedores de pênalti. A partida entre o Kashiwa Reysol, do Japão, e o Monterrey, do México, acabou empatada em 1 a 1, o que levou o adversário do Santos a ser conhecido através das cobranças de pênaltis.


As cobranças apresentaram o seguinte comportamento:



Como mostra os gráficos acima, mais uma vez se comprovou os quadrantes de maior incidência de defesas dos goleiros. A segunda coluna, tanto do lado esquerdo quanto do direito, e a linha do meio formam o local ideal para nossas defesas. Quando a cobrança vai ali, a chance que temos de defender é grande.

Com relação ao tipo de batida, os destros apresentam a mesma incidência de chute chapado e cruzado. Já os canhotos tenderam ao chute cruzado, uma vez que 75% das cobranças foram dessa forma, no canto direito, ou esquerdo do goleiro.

Aquele goleiro que quiser estudar um pouco das discussões que tivemos acerca do tema pênalti, assim como as outras 15 versões da série Raio X de Pênaltis, pode clicar aqui.

1 visualização0 comentário

Comments


bottom of page