• Fabio Ritter

Um jogo após o outro

Os grandes pesquisadores e treinadores da posição afirmam que os goleiros têm de saber lidar com seus próprios erros e aprender a superá-los seja dentro de uma mesma partida, ou na partida seguinte. Os goleiros de alto nível têm essa caaracterística como um das mais marcantes.

No final de semana foi possível perceber essa recuperação intra-jogo e inter-jogo, se assim pode-se dizer. Júlio César, goleiro titular da seleção brasileira, falhou no gol sofrido diante do Palermo, pelo Italiano, ao rebater encaixada a meia altura frontal mal executda, conforme mostra o vídeo abaixo. Todavia, no final da partida, quando já passava dos 50 minutos deu uma bela e corajosa saída pelo alto no interior de sua grande área. Mostrou que o erro não havia abalado sua confiança.


Já o goleiro Tim Wiese, do Werder Bremen, havia falhado feio na semana passada diante do Rangers, pela Copa da Uefa. Neste final de semana, apesar de perder por 1 a 0 para o Wolfsburg, o goleiro fez excelente partida com diversas intervenções importantes, impedindo um placar ainda maior.

Confira os melhores momentos desse jogo aqui: http://www.esporteinterativo.com.br/noticias/index.asp?Id_Noticia=4392

Portanto, saliento a necessidade do trabalho mental de cada atleta após cometer um erro. Primeiramente, reconhecê-lo. Após, entendê-lo e, em seguida corrigí-lo. Depois disso, relembrar todos os dias de treinamento e justificar aí a confiança para a jogada seguinte. Assim, se poderá ter uma recuperação como a dos goleiros de nível internacional citados acima.

0 visualização0 comentário