• Fabio Ritter

Como preparar Goleiros iniciantes – Formação ou Preparação ( Parte 1)



Wandomar Dionizio da Costa* (http://wandomar.jimdo.com/)

Estamos vendo que há uma geração de grandes goleiros, mas ate quando teremos uma geração igual a esta? Muitos devem estar perguntando o porquê deste assunto, mas ao final deste você verá que é de suma importância.

Há uma nova geração de treinadores de goleiros, que por motivos do destino não chegaram a ser um goleiro de renome, ou até por falta de qualidade, não jogaram, mas mesmo assim se dizem treinadores e formadores. Sei que não podemos generalizar este assunto, mas podemos dizer que esta havendo uma tremenda confusão com tal assunto.

Por causa dos custos financeiros, os clubes pequenos contratam um profissional barato, somente pra dizer que tem o mesmo em seu clube, e estes profissionais confundem a formação com preparação. Colocam os mesmos trabalhos para todos os goleiros e cada um com uma idade diferente, não sabendo qual trabalho exato a ser aplicado para iniciação. Quando esses atletas conseguem chegar ao profissional é aí que começam a ser enxergados os erros, tanto de coordenação quanto de técnicas, que não foram detectados no inicio de sua formação. Muitos profissionais esquecem que estão formando goleiros, e começam a fazer preparação, colocando cargas excessivas e esquecendo o principal, que são os fundamentos.

É importante ter a preocupação em fazer com que seus atletas tenham um bom fundamento técnico, pegadas (rasteiras e altas), tempos de bola, quedas laterais e frontais, chutes com ambas as pernas e deslocamentos, e sempre observando se a forma de execução está correta. É importante ser citado, que dos 8 anos de idade aos 15 anos, não podemos preocupar com parte física, o próprio trabalho em si os darão condicionamento e sempre estamos preocupando em colocar cones , estacas e cordas, fazendo com que pulem e corram , e o mas importante, que é o fundamento técnico, executam de forma errada.

Devemos esquecer um pouco dos trabalhos físicos- técnicos e nos concentrar nos trabalhos técnicos na formação, trabalhando repetitivamente para haver automatização do movimento, pois depois desta automatização fica mais fácil de serem trabalhados e condicioná-los, pois suas técnicas estarão totalmente lapidadas e prontas para serem trabalhados com uma carga maior de exercícios seguidos de fundamentos.

*Preparador de goleiros CREF/GO 003650

0 visualização0 comentário
logo_bola.png