• Fabio Ritter

Fábio sentiu a pressão


palmeiras-fabio-defende-480--Cesar-Greco-Fotoarena

Há 4 meses escrevi um post sobre a Escola de Goleiros da SE Palmeiras. Depois de uma grande atuação do recém titular Fábio, elogiei a volta de um goleiro formado na base do clube. No entanto, deixei em aberto se de fato estava ali mais um ídolo da posição do verdão formado em casa. Logicamente, pela amostra ser muito pequena, não se podia afirmar isso.

Pois bem, neste último sábado tivemos mais uma atuação insegura do goleiro Fábio. No terceiro gol, ele foi mal em uma cobrança de falta lateral de Conca, do Fluminense. A bola foi fechada no primeiro poste, mas o goleiro palmeirense não conseguiu fechar o ângulo. Utilizou o movimento errado de entrada, tentando uma espécie de manchete. Assim, acabou rebatendo para dentro do próprio gol. Veja abaixo.


Este erro já se soma a uma série de outros tropeços cometidos em atuações recentes. Inevitavelmente, temos de admitir que o jovem goleiro sentiu a pressão. O então titular Fernando Prass vinha muito bem, mas acabou se machucando. Fábio teve uma grande oportunidade, até se saindo bem em algumas partidas. Mas como para o goleiro o que conta é a regularidade, o goleiro ficou devendo.

Ossos do ofício. Uma empreitada dessas, em um time que está em uma péssima fase, certamente não é tarefa fácil. O melhor para o clube, nesse momento, é a volta de um goleiro mais experiente como Prass (assim que se curar). Fábio deve ter uma nova chance, pois tem potencial e não deve ser queimado. Hoje, no entanto, ainda parece não estar pronto.

0 visualização0 comentário