• Fabio Ritter

Júlio César melhor em tudo

O título do Corinthians no Brasileirão Petrobras 2011 coroou o goleiro Júlio César. Contestado por alguns no início da competição, o goleiro manteve-se firme, acreditando no seu potencial e contando com o apoio do técnico Tite. Viveu momentos de insegurança quando da contratação de Renan Reuter, mas termina o ano como um dos melhores do Brasil.

Depois de firmar-se como titular do Corinthians em 2010, Júlio César, formado nas categorias de base do Timão, teve um 2011 turbulento. Após a perda do Paulistão para o Santos, membros da mídia e da torcida queiram que o Corinthians contratasse outro goleiro. O bom início no Brasileirão interrompeu temporariamente essa corrente. No entanto, após a chegada de Renan Reuter, jovem promessa do Avaí, muitos davam como certa a saída de Júlio da camisa 1.

A realidade mostrou que ser titular do Corinthians é uma responsabilidade tremenda e que não se resolveria tão facilmente como essas pessoas achavam. Aqui no GM falei sobre isso, dizendo que Renan ainda não estava preparado para esse desafio.

Passada a turbulência, JC voltou ao gol depois de uma lesão no dedo e dali não saiu até a reta final do campeonato. Na semana passada, foi coroado com a indicação como um dos três melhores goleiros da competição.

Mas o melhor esteve por vir ontem. Júlio conquistou o campeonato brasileiro pela primeira vez como titular. Levou de quebra o Índice Penalty Guarda-Metas, sendo o goleiro menos vazado da competição. Quem sabe hoje a noite também não leva o prêmio de melhor do campeonato?

Não duvide, pois Júlio parece ser expert em calar a boca dos desconfiados. Parabéns JC pelo título e pelos prêmios conquistados!

Confira abaixo a entrevista exclusiva que o GM fez com o goleiro no mês de maio.


0 visualização0 comentário