• Fabio Ritter

Por baixo só dá Magrão


Ele fez três defesas rasteiras que garantiram a vitória de seu time Sport, diante do Grêmio, ontem pelo Brasileirão. Duas dessas defesas foram muito difíceis e garantiram ao goleiro o título de melhor em campo.

A primeira defesa parou o chute de Marcel disparado da risca da pequena área. Magrão abafou o chute com as duas mãos e espalmou para longe. A segunda defesa foi com os pés mesmo. Em chute de Diego Souza, na altura da linha do pênalti, o goleiro caiu para o lado esquerdo, mas com os pés conseguiu espantar o chute que foi na direita. Por fim, na segunda etapa, encaixou com firmeza chute fraquinho de Tuta, que estava livre, da entrada da área.

Na rodada, destaque para Max, do Botafogo, que pegou pênalti cobrado por Souza firme no canto esquerdo. Cavalieri fez mais uma atuação segura contra o São Paulo. No gol sofrido, ele saiu por baixo da mesma forma que usou contra o Figueirense, com os braços estendidos para cima, mas Jorge Wagner foi esperto e mandou a meia altura do lado do goleiro. Saja fez uma bela defesa de mão trocada contra o Sport após cabeçada de Romerito no alto do gol.


0 visualização0 comentário