• Fabio Ritter

Rodada de clássicos


Bruno, do Flamengo, que começou falhando no primeiro gol do Vasco, ao não definir o movimento de saída do gol ou ficar na meta, se redimiu fazendo grandes defesas ao longo do jogo. Em chute frontal de Conca dentro da grande área, no lado esquerdo a meia altura, Bruno espalmou com força com as duas mãos para o lado.

Após chute de Perdigão de fora da área, por cobertura, Bruno mandou para escanteio com a mão trocada do lado esquerdo alto. Bela recuperação pois achei que ele estava um pouco adiantado. O goleiro ainda defendeu no primeiro tempo cabeçada a queima-roupa com a mão de canto na direita no alto, apesar de ter sido marcado impedimento.

No segundo tempo, outra bela defesa, com as duas mãos na direita pelo alto, após chute de fora da área. Depois de outro chute da entrada da área, a bola que veio mascada picando foi espantada por Bruno com um belo toque com a mão direita para escanteio.

Por fim, fez boas saídas pelo alto e por baixo também, saindo com segurança e firmeza. Aos 46 salvou o que seria o gol da vitória do Vasco após espalmar chute que veio em cima dele.

Ceni, que teve sua invencibilidade quebrada, também fez boa atuação. No primeiro tempo, salvou o que seria o gol de abertura do placar, ao sair nos pés de Kléber de maneira arrojada. Mostrou muito tempo de bola e agilidade na jogada.

Édson, do Atlético não foi bem. Achei ele lento na queda rasteira do terceiro gol do Cruzeiro.A espalmada para a frente no quarto gol também foi um lance capital. Errou. Deveria ao menos ter tentado espalmar para o lado a bola.

No Gre-nal, Saja e Renan deram um show de técnica e qualidade. Renan fez uma defesa plástica em cabeçada de William. Se espichou todo no lado esquerdo e com a mão de canto mandou a bola para o lado para a zaga afastar. Saja, como de hábito, foi muito seguro, não soltando quase nenhuma bola. Mostrou muita técnica de firmeza.


0 visualização0 comentário