• Fabio Ritter

Títulos Estaduais passam pelos goleiros

Botafogo e Internacional sagraram-se campeões estaduais no Rio e no Rio Grande do Sul, respectivamente, neste final de semana. Ambos os títulos tiveram participação decisivas de seus goleiros. No Botafogo, Jefferson, que também já foi chamado várias vezes para a seleção brasileira, é também um dos líderes do time. Comanda a sua zaga e seus companheiros, mostrando muita segurança debaixo dos postes.

Jefferson é daqueles goleiros que raramente erra, além de volta e meia operar um milagre. Depois de um início de carreira instável no Cruzeiro, o goleiro firmou-se no Botafogo, antes de ir para a Turquia. Na volta ao Brasil, novamente no Botafogo, Jefferson se tornou um jogador seguro, experiente, pronto para ser titular de uma grande equipe.

Neste campeonato carioca, Jefferson esteve bem do início ao fim. O goleiro inclusive levou o Índice Penalty Guarda-Metas (hoje ainda divulgaremos os campeões).


No Rio Grande do Sul, onde outro campeonato foi definido, o goleiro Muriel, do Internacional, teve papel ainda mais decisivo na final. Defendeu o último pênalti que deu o título a sua equipe. A vitória ajuda a firmar o goleiro ainda mais como camisa 1 do Inter.

Muriel foi o menos vazado da competição e vencedor do Índice Penalty Guarda-Metas. Para o Brasileiro, o goleiro se credencia a ser titular sem contestação, como já houve no passado recente.


Para finalizar, no estadual de São Paulo, Rafael Cabral, do Santos, mais uma vez pegou pênaltis na semi-final levando o seu time a final. Cássio, do Corinthians, também catou cobrança de Luis Fabiano colocando o timão na decisiva. Assim, teremos um grande duelo de goleiros.

Em Minas, o Galo já está na final aguardando o adversário, que deve ser o Cruzeiro. Chance também para se ver um grande duelo entre Victor e Fábio!

0 visualização0 comentário