• Fabio Ritter

A Academia voltou?

O ano de 2013 foi emblemático para a Sociedade Esportiva Palmeiras. Não apenas a disputa da segunda divisão marcou aquele ano, mas sim o fim de uma longa trajetória de goleiros formados no clube. Em janeiro do ano passado, chegava Fernando Prass, vindo do Vasco, para ser o novo camisa 1 do Verdão. Depois de ter nomes formados em casa como Velloso, Marcos, Cavalieri, entre outros, o Palmeiras viu a necessidade de ir a mercado para buscar um camisa 1.

Passados um ano e meio, a decisão parece ter sido correta. Isto porque Prass tem tido excelentes atuações dentro de campo, ajudando inclusive o seu time a subir de divisão.

Ontem, no entanto, na partida diante do Vitória, pela quinta rodada do Brasileirão 2014, Prass não pode atuar. Machucado, deu lagar ao novato Fábio, oriundo das categorias de base do clube. Depois de testar o contestado Bruno, o técnico interino do Alvi-verde, Alberto Valentim, optou pelo garoto de 24 anos, recém feitos.

Antes de prosseguir, convido o blogoleiro a ver os lances abaixo:


Fábio tem impressionantes 1,96m de altura. Envergadura de causar inveja em muitos goleiros por aí. É ainda novo para a posição, tendo assim um grande caminho pela frente. É certamente uma das grandes esperanças para o Verdão. Ontem, mostrou muita personalidade ao assumir o gol em uma partida fora de casa, com chuva, e tendo seu time sob pressão por resultados.

Pode estar aí a volta da dinastia da Academia Alvi-Verde de Goleiros, a melhor do Brasil.

0 visualização0 comentário
logo_bola.png