• Fabio Ritter

Ah se tamanho fosse documento…

A velha nem tão velha máxima assim o gol diz que goleiro tem de ser alto. Mas se esse tamanho fosse mesmo documento não veríamos tantas pixotadas assim dos nossos gigantes. Ontem foi a vez de Bruno Fuso, goleiro do XV de Piracicaba, mostrar que ter 1,94 m não significa ser o craque do jogo aéreo.


No último gol sofrido, aos 47 minutos do segundo tempo, que deu o empate em 3 ao Palmeiras, o goleiro Bruno falhou. Saiu precipitadamente para tentar bloquear um cruzamento. A bola não era dele, pois estava muito longe do seu alcance com diversos jogadores na sua frente. Ao precipitar-se o goleiro ficou fora do gol e acabou encoberto pelo zagueiro Henrique.

Enfim, esse tema da altura será eternamente discutido. Sempre acreditei que a técnica prevalece sobre o físico em alguns casos. Acho que paradigmas existem para ser quebrados e que cada caso é um caso. As vezes estamos perdendo fenômenos debaixo das traves por conta de alguns centímetros a menos. E por outro deixamos alguns menos habilidosos chegar ao topo, por alguns centímetros a mais.

0 visualização0 comentário
logo_bola.png