• Fabio Ritter

“Baixinho” Neles

Júlio César, do Corinthians, defendeu muito bem os “baixinhos” goleiros do futebol mundial. Com 1,86, (segundo a reportagem, pois nos meus registros ele tinha 1,83) ele deu os exemplos de Casillas (1,82) e Valdez (1,83), campeões mundiais pela Espanha.

Ele lembrou muito bem que estes goleiros estão fora do padrão atual de 1,90. No entanto, são grandes goleiros e com carreiras vitoriosíssimas. Aí fica a pergunta, precisa mesmo ter os tais 1,90 para ser um goleiro de alto nível?

Eles estão mostrando que não. Os treinadores precisam rever esse paradigma e avaliar mais os quesitos técnicos do que físicos nas categorias de base. Pois vale muito mais um goleiro mais baixo, mas com boa técnica do que o contrário.


0 visualização0 comentário