• Fabio Ritter

Berna vs. Cavalieri

A posição de goleiro no Fluminense faz tempo que não tem um dono que seja totalmente ou quase unânime. Desde as quatro temporadas que Fernando Henrique ficou de titular, tanto torcida como mídia nunca confiaram no camisa 1 tricolor.

O final de 2010 trouxe uma situação diferente quando o patinho feio Ricardo Berna assumiu o posto de número 1 e fez uma grande reta final de Brasileiro, culminando com o título. Aqui no Guarda-Metas.com, comentei sobre o desabafo do goleiro ao ser questionado se o Flu precisaria de goleiro para 2011.

O ano de 2011 veio e também com ele o excelente Diego Cavalieri que chegava com um status de 3 temporadas na Europa. Também comentei aqui que Cavalieri chegava visando a seleção, devido a sua grande qualidade técnica.

Com o começo dessa temporada, Berna foi sacado após duas partidas pelo Carioca. Com a única explicação de Cavalieri era uma grande contratação, Berna foi parar no banco de reservas. Primeiro erro da comissão.

Cavalieri entrou e disputou 4 jogos pelo Carioca e 1 pela Libertadores. Tirando a pequena falha no segundo gol diante do Argentino Juniors pela competição Sul-Americana, Cavalieri teve atuações regulares, defendendo pênalti diante do Botafogo inclusive.


Mesmo assim, apenas 5 jogos depois e 1 pequena falha, a comissão foi lá e sacou Cavalieri. Segundo erro, pois é necessário mais tempo para um goleiro se adaptar aos novos companheiros e também ao futebol brasileiro, já que ele estava a um bom tempo fora do país.

Berna está de volta ao gol do Flu, por suas boas atuações de 2010. Que agora a comissão lhe dê sequência e, principalmente, que acredite no seu potencial. Acho que já é hora de tirar o rótulo de patinho feio de um goleiro que foi fundamental para o time conquistar um título que não tinha há mais de 24 anos.

0 visualização0 comentário