• Fabio Ritter

Bravura


Em um dia histórico para o país, confesso que fica um pouco complicado escrever qualquer coisa sobre outro assunto. Mas com o compromisso de sempre entregar conteúdo diariamente para os goleiros do Brasil, uso o gancho da bravura do povo brasileiro, que lotou as ruas país afora para protestar contra tudo e contra todos, com um representante da nossa posição.

O bravo Taiti chegou à Copa das Confederações como um verdadeiro azarão. Formado por um misto de jogadores profissionais e amadores, o país tinha como objetivo no torneio ao menos fazer um gol. E isso já foi possível na partida de estreia diante da Nigéria, na derrota por 6 a 1.

O nosso destaque, no entanto, vai para o goleiro do time, Xavier Samin, de 35 anos. Jogador do AS Tefana, da primeira divisão do Tati, o goleiro saiu vencedor do confronto, apesar de levar 6 gols. Mostrando uma técnica limitada, Samin foi uma prova, assim como todo seu time, de amor pelo esporte, de superação e bravura.

Mesmo sendo tecnicamente muito inferior aos seus rivais, esforçou-se em defender seu país. Falhou é verdade em alguns lances, mas isso não apaga sua atuação. Pouco importa se ele rebotou um cruzamento fácil, como o terceiro gol. De Samin, só o que vi foi muita dedicação. Muita gana e vontade de representar seu país a altura.

Um exemplo, assim como os muitos que os cidadãos brasileiros deram nas suas manifestações pelo país!

http://globotv.globo.com/sportv/futebol-internacional/v/melhores-momentos-de-nigeria-6-x-1-taiti-pelo-grupo-b-da-copa-das-confederacoes/2639574/

0 visualização0 comentário