• Fabio Ritter

Ceni vacila duas vezes


A noite de ontem foi cruel para o goleiro tricolor Rogério Ceni. Apesar de marcar um gol de pênalti, sua atuação ficou marcada por dois erros cruciais na partida. Confira no vídeo abaixo:


No primeiro tempo, no gol de empate do Flamengo, em 1 a 1, Ceni falha em um movimento básico de entrada. Concede um rebote nos pés do atacante rubro-negro que manda às redes. Errou na intensidade do movimento de entrada, sendo mais reativo, esperando a bola chegar até seu corpo, ao invés de atacá-la.

O segundo erro foi em uma da jogadas que questiono cada vez mais. Todos nós sabemos da qualidade do goleiro com os pés. Suas cobranças de falta, apesar de já terem sido mais certeiras, são sempre perigosas. Com isso, vale o risco do goleiro ir até o ataque para fazer o gol. Mas as vezes isso não é necessário. Assim, na segunda cobrança de pênalti o goleiro acabou desperdiçando a chance, na bola defendida por Paulo Victor.

Rogério é praticamente o dono do time do São Paulo. Assim, ele acaba batendo quase todas as bolas paradas. Ao final do jogo, inclusive ele alçou uma bola na área, em um cruzamento. Completamente desnecessário, pois, em primeiro lugar, essa jogada diversos outros jogadores do elenco conseguem executar com a mesma qualidade. Em segundo lugar, é arriscado, pois na volta a sua baliza, o goleiro quase acabou sofrendo um gol. Fato esse, aliás, que também ocorreu quando o goleiro errou o pênalti. Ou seja, acabou gerando duas chances bem claras de gol ao Mengo.

Enfim, já falei diversas vezes aqui que não se discute a história do goleiro. Isso é eterno e ninguém tira. Mas no momento atual, que já não é dos melhores debaixo dos postes, acho que Ceni deve se preservar mais. Poxa, o São Paulo tem Kaká, Ganso, Luis Fabiano, Pato, todos jogadores de altíssima qualidade. Não tem porque um goleiro sair da sua meta e ir lá pra frente para bater pênalti ou cruzar bola na área.

Desgaste desnecessário.

0 visualização0 comentário
logo_bola.png