• Fabio Ritter

Crise no Fla passa por goleiro


A inesperada lanterna no Campeonato Brasileiro que ocupa o tradicional CR Flamengo passa pelo seu camisa 1, segundo apontou o Jornal Lance. Segundo a matéria, após a goleada diante do Internacional por 4 a 0 no último sábado, vazou a informação de que Felipe somente voltou ao posto de titular por pressão de alguns colegas. Foram eles os consagrados Chicão, André Santos e Alecsandro. Eles teriam pedido a Ney Franco a volta de Felipe no lugar de Paulo Victor. Com isso, o restante do time teria ficado inconformado.

Depois que ouvi a história de Roger Flores que teria errado um pênalti de propósito em 2005 para prejudicar o então técnico Daniel Passarela, no Corinthians, acredito em tudo. Não duvido que o resto do time, insatisfeito com a presença de Felipe, tenha feito corpo mole.

Paulo Victor vinha fazendo um bom campeonato brasileiro. Assumiu a posição de titular por diversos motivos. O primeiro, e mais importante, foi a baixa performance de Felipe e o bom rendimento de PV. Além disso, Paulo Victor é um prata da casa, ou seja, pode render frutos ao Flamengo no futuro. Por ser da base, PV ainda tem maior identificação com o clube do que Felipe.

Sempre falei aqui no GM que nunca fui fã de Felipe. É um goleiro que não defende uma bola firme e sempre enfeita suas defesas simples para parecer mais difícil. Tem na regularidade e na forte personalidade seus trunfos para ser profissional de Série A. Mas raramente faz um milagre de fato.

Por isso, sempre defendi que Paulo Victor fosse o titular. Jovem, da base, ele é um goleiro técnico com grande futuro. É hora de apostar nele e deixar esses medalhões para trás. É a hora da mudança e da nova geração!

0 visualização0 comentário
logo_bola.png