• Fabio Ritter

E a escola argentina?

No início da Copa América 2007 escrevi aqui neste blog que seria uma grande oportunidade de analisarmos as escolas de goleiros dos doze países participantes. Pois bem, na partida de hoje, a finalíssima entre Brasil e Argentina, foi possível perceber que não anda nada bem a escola dos hermanos.

Doni teve uma bela atuação na partida de hoje. Assim como na partida contra o Uruguai, foi seguro e fez boas saídas de gol pelo alto. Teve sorte logo no início da partida quando a bola de Riquelme explodiu no poste. Afinal goleiro bom também tem de ter sorte. Mas foi técnica que ele mostrou em outro chute de Riquelme, mais ao final da primeira etapa, que ele espalmou chute alto no seu lado esquerdo. No segundo tempo, foi muito seguro saindo com firmeza nos constantes cruzamentos adversários. Bela atuação, principalmente para uma final.

Já nosso hermano Roberto Carlos Abbondanzieri não foi bem. Não que tenha falhado claramente nos gols, mas principalmente por mostrar que não é seguro e não tem qualidade técnica. A principal demonstração disto foi um chute de longe, porém não muito fraco, que o goleiro ao invés de encaixar com firmeza, foi com os braços eretos para baixo e quase deixou a bola entrar. Total falta de técnica de encaixe. Por fim, questiono a sua colocação no terceiro gol do Brasil. Não entendi o porquê dele abrir tanto e sair quase no bico da área. Achei que deveria ter ficado mais cravado no interior da pequena área. Só ressalto a sua já habitual extrema qualidade nas quebradas.

0 visualização0 comentário