• Fabio Ritter

E quem seria o melhor reserva?


Falamos muito sobre Júlio César. Agora não há nada mais a relatar sobre a atual fase do titularíssimo goleiro brasileiro. Todos concordam que ele realmente é o número 1. Mas como a imprensa tem de sempre procurar pelo em ovo, hoje a tarde no treino da seleção transmitido ao vivo pelo Sportv, surgiu a dúvida: quem deve ser o reserva de Júlio? Muitos contestaram o nome de Doni. Vamos aos fatos.

Doni teve uma passagem conturbada no centro do país quando foi goleiro de Corinthians e Santos. Veio então para o Juventude onde ficou poucos meses antes de ir para a Roma. Lá se firmou como titular e há mais de quatro temporadas vem participando com extrema importância nos jogos de seu time. Doni, assim, teve a oportunidade de defender o Brasil na Copa América de 2007 e ajudar na conquista do título, pois, para aqueles que não lembram, pegou importantes pênaltis na semi-final contra o Uruguai.

Mesmo assim, os cronistas do centro do país pensam que Doni não deve ser o reserva. Começa aí os palpites e as conclusões infundadas. Ventilaram o nome de Marcos e de Rogério Ceni. Nada contra aos dois grandes ídolos de suas torcidas. Mas ambos já receberam chances na seleção brasileira. Marcão foi o fiel escudeiro de Felipao em 2002 e fechou o gol. Responsável direto pelo título. Já Ceni, mesmo idolatrado por muitos no país, nunca se firmou. Desde Luxemburgo em 1998 recebeu chances. Passaram então Leão, Felipão, Parreira e Dunga. Nenhum deles confiou no são-paulino para ser o titular. Acho que não é mais a hora dele, ainda mais para ser reserva. Injustiça com um goleiro super-campeão.

A hora é de apostar em nomes que no futuro possam ser titular do gol brasileiro, como Renan, do Valencia, e Diego Alves, do Almeria. Ambos foram já testados e aprovaram. Hoje atuam no concorrido futebol europeu o que lhes dá mais pontos na disputa com goleiros nacionais. Aqui só vejo Victor, do Grêmio, pudendo concorrer com eles.

Por isso, Júlio César e Doni já parecem ir garantindo o lugar na Copa. O primeiro já é experiente, tem 29 anos e não 25, como falaram hoje ao vivo. Teve passagem pelas seleções de base e uma copa do mundo. Doni também tem 29 anos, terá 30 na copa, boa idade para um goleiro. Sobraria aí uma disputa pra terceira vaga mesmo. Um goleiro mais novo para pegar experiência, pois penso ser injusto tirar o Doni simplesmente por implicância. Passado é passado e futebol deve ser visto pelo momento. No momento ele é um bom goleiro de um grande time mundial.

0 visualização0 comentário
logo_bola.png