• Fabio Ritter

Falha do goleiro?


Pelo manual das boas técnicas certamente. Afinal, era um cruzamento e a bola quase na linha lateral foi parar no fundo das redes. Mas é verdade que também tem de se considerar que o chute do português Abel, do Sporting Lisboa, foi de rara felicidade o que acabou traindo o movimento do goleiro Tomasz Kuszczak, do Manchester United.

O movimento correto do goleiro deveria ter sido feito em direção ao gol, como forma de fechar o ângulo do chute. Uma movimentação lateral em direção ao primeiro poste. O passo a frente que ele fez como forma de já se antecipar para o cruzamento acabou o comprometendo e possibilitando o gol.

0 visualização0 comentário