• Fabio Ritter

Mais um teste superado por Rafael Cabral

Quando me perguntam sobre qual goleiro é o melhor, A ou B, sempre tento colocar alguns fatores decisores na análise. Logicamente, parte-se da parte técnica, física e psicológica. Depois disso, busco na experiência de vida, ou seja, jogos e competições, um fator fundamental para decidir sobre quem é melhor.

No futebol, os goleiros que estão expostos às competições mais difíceis e equilibradas, certamente levam vantagem sobre aqueles que disputam competições mais banais. Por exemplo, um goleiro que fecha o gol em uma final de Copa Santander Libertadores leva vantagem sobre um goleiro que fecha o gol apenas em algum estadual.

Falo isso, pois ontem um goleiro que constantemente venho elogiando aqui no GM passou por mais um teste e garantiu sua equipe na final da Copa Santander Libertadores. Falo de Rafael Cabral, do Santos, que mais uma vez foi vital para seu time. Rafael mostrou muita segurança e, principalmente, a tranquilidade que um goleiro precisa nos momentos decisivos.

Fez uma defesa espetacular no segundo tempo, após chute no pé da trave esquerda, defendido em dois tempos. Mostrou muita firmeza, dando poucos rebotes e não se abalou com a pressão da torcida adversária.

Certamente é um goleiro cada vez mais pronto para não só se firmar no gol santista, como tambem vestir a amarelinha da Seleção Olímpica. Olho nele Mano!!!


0 visualização0 comentário