• Fabio Ritter

Novas Escolas


A primeira atuação, já comentada pelo pessoal na comunidade do Guarda-Metas.com no orkut, foi a do goleiro nigeriano Vincent Enyeama. Ele foi muito bem diante da Argentina e nada mais nada menos que parou Messi. Fez duas grandes defesas de mão trocada mostrando toda a impulsão e elasticidade, características dos goleiros africanos.




Outras duas boas surpresas foram os goleiros asiáticos, de ambos Japão e Coreia do Sul. Mostrando muita técnica, segurança, firmeza, eles saíram invictos e vitoriosos de suas partidas. O goleiro Eiji Kawashima, do Japão, fez grandes defesas diante dos Camarões parando ninguém menos que Samuel Etoo. Por fim, o goleiro Jung Sung Ryong, da Coreia do Sul, foi outro goleiro seguro que não se intimidou diante da Grécia. A novidade também nos goleiros asiáticos foi a média de altura mais alta com relação ao passado. Kawashima tem 1,85m e Ryong 1,90m. Lembrando que no passado os times asiáticos sofriam com goleiros de baixa estatura.




Outro motivo do sucesso desses continentes fora do eixo é a importação constante de profissionais estrangeiros. Tenho diversos amigos aqui de Guarda-Metas.com que atuam em países como Japão, Coréia do Sul, China, entre outros. Esta, de repente, seria uma boa ideia para elevar o nível dos goleiros aqui na Inglaterra.

0 visualização0 comentário