• Fabio Ritter

O mesmo erro do rival


Àqueles com um pouco de memória no futebol não preciso nem comentar o fracasso que foi esse plano, pois Tavarelli mostrou-se um goleiro muito limitado e não condizente com a história gremista. Um ano mais tarde o prata da casa Galatto defendeu um pênalti na Batalha dos Aflitos e colocou o time de volta na primeira divisão mostrando seu talento àqueles que desconfiavam.

Pois bem, o ano agora é 2010. Após poucas falhas no Brasileirão de 2009, a direção colorada e boa parte de sua torcida levantaram a necessidade de um goleiro para a disputa da Libertadores. Ora vejamos a real necessidade dessa mudança.

Lauro foi o goleiro que chegou sem alarde e levou o clube à conquista da Sul Americana 2008. Um ano mais tarde ajudou o clube a chegar ao vice-campeonato da Copa do Brasil. A não conquista do título brasileiro não passa por ele, pois por mais que tenha falhado em algumas partidas, também fez grandes defesas saindo com o saldo positivo.

Mas isso não foi o suficiente para a direção do Inter. O clube, errando da mesma forma que o rival em 2004, traz um goleiro veterano Pato Abbondanzieri , que inclusive já havia anunciado sua aposentadoria. Um goleiro que estava na reserva do Boca, onde foi ídolo por muitos anos, ou seja, certamente por estar em um mau momento, mas que traz em sua bagagem títulos da Copa Libertadores. E, finalmente, um goleiro limitado tecnicamente.

A história de Pato não se pode negar. Agora o momento, que é o que realmente importa no futebol, não lhe é favorável. Vejo uma aposta muito baseada em história e currículo do que em grandes atuações no presente. Assim, a falta de confiança da diretoria colorada pode te-los feito perder um bom goleiro como Lauro, para apostar num já rodado e gasto Pato Abbondanzieri. Veremos o resultado.

0 visualização0 comentário