• Fabio Ritter

Ospina impressionante

A Copa América acabou para o Brasil. A disputa de pênaltis diante do Paraguai foi mais uma vez cruel com nosso selecionado e ficamos de fora da disputa. Nas cobranças, Jefferson não teve muita chance, já que a execução dos paraguaios foi perto da excelência. Na única falha deles, a bola foi para fora. Assim, nosso goleiro não conseguiu salvar nenhum pênalti e com os erros de Everton Ribeiro e Douglas Costa o Brasil foi eliminado.

Outra eliminação, a da Colômbia diante da Argentina, contou com uma atuação de gala, de luxo, histórica do goleiro do Arsenal, David Ospina. A defesa mais impressionante foi para cima de Messi. Depois de defender com os pés uma conclusão frontal, o goleiro levantou na alavanca e catou a cabeçada à queima-roupa de Messi. Ressalto a importância do goleiro ter utilizado essa técnica para se levantar do solo. Caso optasse pelo giro, iria para o outro lado, sem chances de chegar a tempo no lado direito.

Ao final da partida, após uma cobrança de escanteio, Ospina mostra muita reação ao desviar uma cabeçada forte no seu canto esquerdo. Na sequência da jogada, conta com muita sorte após a bola bater no poste e correr por trás das suas costas, sem entrar no gol.

Nos pênaltis, acabou castigado pela incompetência dos seus companheiros, que tiveram diversas chances de se consagrar, mas acabaram errando. De qualquer forma, Ospina foi o grande nome da posição até aqui desta Copa América.


1 visualização0 comentário