• Fabio Ritter

Paramos as paradinhas


O goleiro Tiago Rocha, do Rio Claro, deu provas de que nós goleiros podemos parar as paradinhas sim. O goleiro ficou estático e impediu o gol do meia Piá, do União São João. Já é rotina, os goleiros não saem muito antes da cobrança, pois sempre tem um gaiato prestes a dar uma paradinha e tentar levar o goleiro para um lado.

Sérgio, ex-Lusa, tinha defendido um pênalti assim, na partida diante do Flamengo, pelo brasileirão 2008. Com isso, a regra da paradinha, criada como uma ferramenta de incentivar a incompetência dos atacantes e prejudicar os goleiros já não é mais problema. A recomendação é esperar até o último instante para aí sim eleger um lado a se jogar. Eles não vão nos vencer. Provamos isso.

0 visualização0 comentário