• Fabio Ritter

Pato ou frango?

Getafe – FC Bayern UEFA-Cup 10.04.08 3-3 aet (1-1) by mighty-bayern

O que pesa mais em uma derrota: o atacante errar um gol sem goleiro ou o goleiro levar um frangaço? O jogo das quartas-de-final entre Getafe, da Espanha, e Bayern de Munique, ontem, provou das duas situações. Em uma partida emocionante, os dois erros provocaram a eliminação do time espanhol.

Ainda estava 1 a 0 para o Getafe, quando seu atacante, Braulio, driblou Oliver Kahn e ao tentar jogar a bola para o gol vazio, tropeçou nas suas próprias pernas e caiu no chão (veja no vídeo acima aos 2:50 min). No final do jogo, Riberry marcou e levou o jogo a prorrogação.

Quando o Getafe vencia por 3 a 1 e faltando 5 minutos para o fim do tempo extra, Pato Abbondanzieri foi encaixar um cruzamento e em uma defesa extremamente simples, soltou a bola nos pés de Luca Toni. No último minuto, o castigo final: Toni empatou a partida e classificou o Bayern.

As câmeras após o jogo somente filmavam Pato. Triste, desolado, inconformado com o próprio erro, o goleiro estava desolado. Não vi nenhuma câmera em Braulio. Conclusão: sempre vão olhar pro frango do goleiro. Não interessa quantas vezes um atacante perder um gol sem goleiro, sempre vão olhar para o frango do goleiro. Desistir? Óbvio que não. Deve-se acostumar-se que isso faz parte do papel de goleiro e saber lidar com essa pressão de não poder errar jamais. O goleiro não deve gostar de falhar, mas tem que saber que isso pode e vai acontecer um dia. Nada mais a fazer a não ser ir pro vestiário e ir trabalhar no dia seguinte, mas com o dobro de empenho.

0 visualização0 comentário