• Fabio Ritter

Pra que se mexer?


O goleiro Eduardo do Náutico, no momento do gol de empate do Internacional, em partida do Brasileirão, hoje, voou sem necessidade na bola que bateu no travessão. Assim, deixou o gol livre para Nilmar mandar ás redes.

Um pouco adiantado o goleiro foi encoberto pelo chute do atacante do Internacional. No entanto, como não conseguiu nem chegar perto da bola que foi ao poste, não teria porque ter se jogado na seqüência. Assim teria mais chances de poder fechar o ângulo de Nilmar no rebote.

Me lembrou o velho Taffarel, que sempre só voava quando era necessário. Se ele estivesse nessa jogada, poderia ter sido diferente.

0 visualização0 comentário