• Fabio Ritter

Quando uma defesa vale o jogo

Ontem os bolivianos saíram comemorando o empate diante do Brasil como se fosse um título. Afinal de contas, o lanterna das Eliminatórias Sul-Americanas jogaram contra o Penta-Campeão Mundial em território brasileiro.

Mas o empate glorioso boliviano passou pelas mãos de seu goleiro, Arias. Já nos descontos da partida, ele defendeu com a ponta dos dedos uma cabeçada no canto esquerdo baixo de Júlio Batista quase na pequena área. Nem o juiz viu a defesa, pois marcou tiro de meta, mas a verdade é que foi sensacional salvando o empate para seu time.

Depois de encerrado o jogo, vários companheiros correram em direção ao goleiro para cumprimentá-lo pela defesa. Nesses momentos, deve-se agradecer a Deus por termos escolhido ser goleiro.


0 visualização0 comentário