• Fabio Ritter

Renan ou Clemer?


Apesar do empate sofrido nos últimos cinco minutos de jogo (sua equipe vencia por 2 a 0) o goleiro fez muitas defesas mostrando que tem muito recurso técnico e põe fogo na disputa com Clemer.

A seqüência de boas defesas começou no primeiro tempo, depois de um chute quase sem ângulo de Éder Luis. Renan de mão trocada espalmou a bola para escanteio. Foi uma bola difícil, uma vez que caía nas costas do goleiro. A segunda defesa importante ocorreu em uma saída de gol por baixo que o goleiro bloqueou um chute frontal do atacante. Renan conseguiu abafar com as pernas, já que estava com o corpo bem deitado.

Na única falha no jogo, Renan encontrou a oportunidade para se consagrar. Depois de um chute rasteiro do bico da área de Éder Luis, Renan soltou para frente o chute que parecia não tão forte. O zagueiro Sorondo acabou cometendo pênalti. Na cobrança, Marinho cobrou de pé direito cruzado baixo e Renan agarrou firme. Mais um pênalti de destro cobrado no lado direito do goleiro.

No segundo tempo, a defesa mais difícil do jogo. Após uma cabeçada da risca da pequena área, Renan se espichou todo e deu um tapa na bola que entrava no seu lado direito. Mesmo assim, não conseguiu segurar a reação do Atlético. No primeiro gol, o goleiro fazia grande defesa em cabeçada no canto direito baixo. Porém ele não conseguiu agarrar a bola que acabou entrando. No segundo gol, completamente indefensável o atacante acabou completando cruzamento rasteiro do lado direito de ataque. Para completar sua atuação, na última jogada da partida, o goleiro defendeu nova cabeçada à queima-roupa. Deu um suco com o braço direito para cima e pegou a bola no rebote. Salvou sua equipe do pior.

Por fim, destaques para aqueles que considero as revelações do campeonato. Michel Alves do Juventude, que apesar de ter o time na zona de rebaixamento, fez grandes defesas contra o Flamengo, em especial duas cara a cara. Uma espalmando chute na direita à meia altura e outra com os pés do lado esquerdo. Felipe, do Corinthians, também foi muito bem. Com duas defesas em cabeçadas à queima-roupa e duas mão trocada, com a direita, o goleiro foi destaque no clássico contra o Palmeiras e evitou um placar maior.

0 visualização0 comentário