• Fabio Ritter

Todos falham



Nenhum goleiro brasileiro vivia um momento tão positivo na carreira como Diego Cavalieri, do Fluminense, até ontem. Campeão Nacional em 2012, DC12 chegou com todos os méritos a seleção brasileira, jogando muita bola.

Pois bem, como todos sabem, a vida de um futebolista muda da noite para o dia. Ontem, na eliminação do time carioca da Copa Bridgestone Libertadores, Cavalieri falhou. O erro, reconhecido por ele mesmo como uma falha de posicionamento, custou a vaga de seu time as semi-finais.

http://globotv.globo.com/rede-globo/taca-libertadores-da-america/v/fluminense-perde-e-e-eliminado-da-libertadores/2604505/

O goleiro seria o único culpado se o futebol não fosse um esporte coletivo. No entanto, como assim o é, Diego não pode arcar sozinho com tamanho prejuízo. Afinal de contas, o goleiro foi o grande nome do Flu em toda a campanha da conquista do Brasileiro ano passado, além de peça importante na própria Libertadores.

Este é apenas mais um capitulo do futebol, que mostra que a cada dia o atleta tem uma batalha a ser ganha. E batalhas vencidas no passado não contam nada na batalha de hoje. Caso perca, é uma derrota. E pode ser fatal. É o mundo do futebol. Força DC12!

0 visualização0 comentário