• Fabio Ritter

Triste fim


Não foram só os atleticanos que choraram ontem com a surpreendente derrota de 3 a 1 diante do Raja Casablanca, no Marrocos, pelo Mundial de Clubes. Os apreciadores da posição de goleiro, também sentiram o triste fim que teve a temporada do grande goleiro Victor. Peça fundamental do Galo no vice-campeonato do Brasileirão 2012 e, fundamentalmente, no título da Libertadores 2013, o goleiro sucumbiu diante do time marroquino.


Sem culpa nos gols, Victor foi derrotado, assim como toda a sua equipe, de uma foma muito dura. Sofrer três gols e não poder chegar a tão sonhada final do Mundial foi um balde de água fria na carreira do goleiro. E ele não merecia isso.

Victor salvou o famoso pênalti diante do Tijuana aos 47 minutos do segundo tempo. Salvou mais outros pênaltis nas semi-finais e final da Libertadores. Fora os milagres durante os 90 minutos. No Marrocos, quis o destino que ele não tivesse esse desfecho. Uma pena. Victor merecia muito.

0 visualização0 comentário