• Fabio Ritter

Um pecado com nossa goleira

O que mais me doeu ao ver a eliminação do Brasil diante dos Estados Unidos, em partida válida pelas quartas de final da Copa do Mundo de Futebol Feminina foi a nossa goleira Andréia errando o tempo de bola no fatídico gol de empate. Vá lá que a juíza tenha dado 3 minutos de acréscimo em um tempo de 15 minutos da prorrogação, o que é algo demasiado de tempo adicionado. Mas nossa goleira errou ao dimensionar mal a trajetória da bola.

Fica o castigo de ser eliminado novamente pela seleção americana, a pedra no sapato do time brasileiro. Mas vale a lição, para que se aprenda com estes erros e se invista cada vez mais no futebol feminino não só na preparação de goleiras, mas no esporte como um todo.

O erro de Andreia e a posterior eliminação na copa não apaga de nenhuma forma a trajetória bonita que esta profissional, juntamente com suas colegas, desenharam na seleção brasileira. Que sortes melhores fiquem reservadas para a goleira em um futuro breve. Força!


0 visualização0 comentário