• Fabio Ritter

Vale tudo

Como já se sabe, o papel do goleiro é evitar que a bola passe por ele e entre no gol. Isso todos nós já sabemos. Assim, vale tudo para que a bola não nos ultrapasse e dê o gol ao adversário. Vale defesas com as pernas, com o peito, com a cara, com a cabeça, com a orelha, vale tudo.

A lista, deste pacote vale tudo, foi aumentada pelo goleiro sueco Kim Christensen, do IFK Gotemburgo. Na atual temporada sueca, o goleiro estava adotando uma prática mais malandra que a de muito brasileiro espertinho. Antes dos jogos, o goleiro dava uns chutinhos no pé da trave para que ela fosse para dentro e diminuísse a largura do gol. Claro que isso só dá pra fazer com traves móveis e de alumínio, como na Europa. Não vá você tentar no próximo jogo fazer o mesmo, pois aqui a maioria das traves são fixas no chão e de ferro grosso.

O site globoesporte.com (http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Futebol/0,,MUL1316028-9842,00-NA+SUECIA+GOLEIRO+DIMINUI+LARGURA+DO+GOL+AO+EMPURRAR+TRAVES+PARA+DENTRO.html) trouxe uma entrevista com o goleiro na qual ele afirma que já usava tais práticas desde o início do campeonato. No entanto, na partida diante do Örebro, a trapaça foi descoberta e o árbitro colocou os postes de volta no lugar.

Sinceramente, acho que valeu a tentativa. Uma vez que os atacantes podem fazer de tudo para fazer o gol, colocando a mão muitas vezes, acho que uma maliciazinha de vez em quando não faz mal a ninguém. Menos para os adversários do IFK Gotemburgo, já que por 14 vezes, não conseguiram marcar um gol sequer.


0 visualização0 comentário